Funéraire Paris enaltece qualidade e requinte da ADELMAC

Marca portuguesa da empresa Urnas Macedo Unipessoal Lda apresentou-se ao mercado na feira internacional Funéraire Paris. As reações por parte dos profissionais da área ultrapassaram as expectativas e isso refletiu-se nas redes sociais do certame.

Entre os dias 23 e 25 de novembro, a ADELMAC marcou presença naquela que é considerada uma das maiores feiras no segmento das urnas e acessórios funerários do mundo – a Funéraire Paris –, que decorreu no parque de exposições Paris Le Bourget.
A marca portuguesa, recentemente criada pela empresa Urnas Macedo Unipessoal Lda, apresentou-se a um mercado exigente, mas também muito tradicional, com uma imagem sofisticada e com produtos de elevada qualidade, rompendo, assim, com os padrões deste segmento. O resultado foi surpreendente, tendo a equipa da ADELMAC recolhido mais de 600 contactos de potenciais clientes em apenas três dias.
Info Funéraire, le journal du funéraire fez saber, através das suas redes sociais, que a ADELMAC se encontrava em exposição no stand k85 e manifestou a sua admiração pela marca através de um vídeo protagonizado por um elemento da organização. O momento foi visualizado por mais de 4 mil pessoas, que rapidamente interagiram através de comentários onde as palavras “classe”, “genial” e “soberbo” foram uma constante, o que demonstra o potencial da nova marca.
Pedro Macedo, CEO da ADELMAC, reconhece que atualmente é fundamental para uma empresa marcar presença em iniciativas como esta. “As feiras internacionais são determinantes para darmos a conhecer a marca e os produtos que disponibilizamos ao mercado, uma vez que proporcionam o contacto presencial com clientes de diferentes partes do globo. Para além disso, adquirimos uma visão mais assertiva e mais abrangente do negócio, o que nos permite ter um melhor posicionamento e uma resposta mais célere aos desafios que o mercado nos impõe”, assegura o empresário.
Pedro Macedo acrescenta, ainda, que “a participação em eventos internacionais é um cenário para manter e reforçar na ADELMAC”, pelo que se prevê que já no início do próximo ano haja novidades neste âmbito.